CRISE: A HORA DA VIRADA

home_insurance_find_agent
EDUCAÇÃO CORPORATIVA: GRANDES GANHOS COM PEQUENOS INVESTIMENTOS
20/05/2015

CRISE: A HORA DA VIRADA

tab home 3

É sabido que momentos de crise, como o que estamos atravessando, têm sido responsáveis por índices de desemprego elevados, por fechamento de empresas, por acréscimo nos índices de inadimplência – de pessoas físicas e jurídicas – e uma série de outras adversidades.

A título de exemplo apenas, lembro que a Fenabrave apontou no primeiro quadrimestre deste ano o desemprego de 12.000 trabalhadores devido ao fechamento de 250 concessionárias de veículos no país. É só um exemplo de um só setor! Quem sofre não é apenas o trabalhador, mas todos. Vê-se, neste exemplo, que empresários do setor, também, experimentam o dissabor da crise no setor automobilístico.

Fortunas foram destruídas em momentos difíceis da economia, seja no âmbito regional, seja no âmbito global.

Tudo isso é verdade!

Mas, por outro lado, não é menos verdade que grandes viradas acontecem, também, na crise.

É em épocas como a atual que os empresários devem buscar socorro com especialistas que poderão ajudá-lo a suportar o momento, encontrar soluções eficientes para corte responsável de custos e despesas, dimensionar melhor os recursos da organização, planejar melhor o negócio.

O lucro (ou prejuízo) é a última linha de uma extensa conta que reúne entradas e saídas de dinheiro, porém é a resolução de uma equação matemática em que saídas vêem (muito) antes das entradas, as quais ocorrem (bem) depois das vendas. Esse raciocínio é velho conhecido dos empresários, porém a solução nem sempre está ao seu alcance.

As linhas de “capital de giro” comercializadas por bancos comerciais deveriam chamar “o empréstimo que substituirá o capital de giro que sua empresa não tem”. Pior: o empréstimo caro e que, certamente, vencerá num momento inapropriado. Que tal uma mãozinha para melhor dimensionar essa fonte de financiamento de sua empresa?

Para que essa empreitada tenha êxito, dimensionar estoques além do ponto de vista da logística, formatar a política de crédito além da área comercial e organizar as compras além do setor de suprimentos são fatores imprescindíveis.

 

Marco Aurélio Xavier Soares de Mello

Sócio-Diretor

Comments are closed.